Lua de Mel

Lua de Mel

Conheça nossos roteiros de viagens e fuja do lugar-comum em sua lua de mel. 

África do Sul: Um presente do encontro entre os oceanos

Viajar pela África do Sul mescla lugares que agradam todos os tipos de gostos, transformando qualquer momento inesquecível. E como a gastronomia para muitos ocupa o topo das boas memórias, Franschhoek é uma entre tantas paradas certas para se apaixonar pela culinária. Os safaris preferidos são sem dúvida os que incluem os parques nacionais Kruger e Pilanesberg, com os “big five” bem perto de você. Símbolo de momentos decisivos na história das navegações, o Cabo da Boa Esperança carrega todo o valor que é só seu.  E, sobre falar em história, a Cidade do Cabo é a “mãe” do nacional, já que desde cedo assumiu papel importante como centro econômico e político. Pensando no coração de onde tudo acontece, Johannesburgo, a tão conhecida “cidade do ouro”, tem muita história para contar sob a janela de um clima simpático e uma diversidade cultural impressionante. E vale saber que parte do valor de Johannesburgo está no Constitution Hill, complexo de edifícios que hoje dá lugar ao museu sobre a memória nacional sobre a corrida do ouro, o apartheid e, mais recentemente, a democracia. Lugar de muitos idiomas e destinos, a África do Sul sem dúvida será um capítulo caprichado do seu passaporte!


Programe-se | Se sua lista inclui atividades de aventura, aposte bem escalando a Table Mountain e, aqui vai a dica, escolha os dias menos quentes de março a novembro. Mas se a sua aventura é na praia… então a ideia é o inverso, vá de outubro a abril para aproveitar bem o calor. E só para ir se preparando, as praias mais queridas, e mundialmente famosas, são as de Clifton e Camps Bay.

 

Experimente | Se o horizonte visto com os pés na terra já é um show ao vivo, imagine passear por Sun City dentro de um balão?! A dica é acordar bem cedo, valerá a pena!

 

Achados | A sensação de descoberta será a todo instante quando você entrar no Jardim Botânico de Kirstenbosch, com o máximo da fauna e da flora da África do Sul em um só lugar.

 

Coloque na rota | A Cidade do Cabo é uma verdadeira porta de entrada para se aproximar do que é especial por aqui. Aposte numa visita ao Malay Quarter (ou “Bo Kaap”), com sua arquitetura bicentenária, e ao Signal Hill para ter uma vista da beleza real de se estar na ponta do continente.

Camboja: Muitos motivos para amar!

Se você está precisando dar uma pausa e quer fugir do lugar-comum, vai amar o Camboja.

 

Programe-se | Se você gosta de calor, o Camboja é a aposta certa! Mas vale saber que o período de novembro a janeiro é o favorito pelas temperaturas um pouco mais agradáveis. Então, o segredo de aproveitar bem o tempo aqui é acordar cedo, já que o calor é uma constante.

 

Experimente | É difícil fazer as trilhar completamente a pé, então vá de tuk tuk, que é tradição nas cidades e muito barato.

 

Achados | As praias em Krong Koh Kong são uma boa pedida para ajustar o seu timing.

 

Não esqueça | Por conta das temperaturas geralmente altas, separe roupas bem leves e confortáveis!

 

Coloque na mala | Repelente e camisas de manga são obrigatórios para aproveitar bem cada pedacinho do roteiro.

Malásia: Dos arranha-céus de Kuala Lumpur ao aquário natural das Ilhas de Bornéu

A palavra-chave aqui é pluralidade. Kuala Lumpur reúne o menu favorito de quem quer aproveitar dos points urbanos às trilhas mais radicais. Começando a conversa, separe um tempo para as Cavernas Batu, dar um giro no Mercado Central e conhecer a Chinatown. A vida noturna é agitada, tem capricho nos temperos e, é claro, o quadro de fundo são as Torres Petronas, arranha-céu que é ícone arquitetônico de orgulho para os malaios.

 

Programe-se | Quase sempre com o tempo ensolarado, passear de barco por Sabah e Sarawak é uma boa ideia para conhecer melhor os litorais. Se quiser ficar em terra, o roteiro é cheio de opções também. Com uma das florestas tropicais mais antigas do mundo, Sabah concentra-se dentro do parque nacional e permite a observação de espécies raras.

 

Experimente | De Langkawi, em Kedah, a vista aérea é o melhor presente da ilha para você! Seja de teleférico e com os pés no chão, a vista do horizonte renderá fotos extraordinárias.

 

Coloque na rota | E por que não conhecer também o ponto mais alto da Malásia? O Monte Kinabalu fica em Sabah e tem mais de 4.000 metros de altitude, está inserido no parque nacional protegido pela UNESCO.

 

Achados | Areia branca e águas cristalinas desenham a praia de Teluk Keke, que fica a sudoeste da Ilha de Pulau Perhentian Besar. Dá para ver peixes de diversos tamanhos sem precisar mergulhar, é uma descoberta e tanto!

Tailândia: Conectada com o próprio tempo

De norte a sul, passando pela “Cidade dos Anjos” [Bangkok], as expectativas são sempre superadas, seja pela famosa experiência local conhecendo a gastronomia thai, seja passeando pelas praias exuberantes em Ko Hong. O tempo passa diferente aqui, o agito das cidades de dia ou de noite impressiona, mas tudo com a hospitalidade que é exclusiva dos tailandeses. Não tem como não se apaixonar.

 

Programe-se | São muitos lugares imperdíveis, mas calma que dará tempo. Nas opções de experiência local tem o food tour, passeio de tuk tuk que combina uma variedade bacana de pratos típicos com os “points” mais interessantes de Bangkok.

 

Experimente | É certo que você gostará de provar a massagem thai, mundialmente famosa.  

 

Achados | Com uma galeria de fotos fantástica, no site watpho.com você faz um tour virtual completo pelos templos de Wat Pho, o maior e o mais antigo de Bangkok onde é encontrado o Buda Reclinado.

 

Coloque na rota | Para os fãs de trilhas, em Sukhothai, antiga capital do Reino de Sião, o prazer é garantido! Patrimônio cultural protegido pela UNESCO, a cidade encanta pela tranquilidade.  

 

Não esqueça | Monges não podem ser tocados por mulheres.

 

Coloque na mala | Para entrar nos templos é preciso cobrir ombros e pernas, então carregue sempre um lenço grande para jogar por cima da roupa.

Vietnã: Das cores e das lendas

Passar pelo Vietnã, sem ouvir uma lenda é uma tarefa impossível e isso é símbolo de orgulho para os vietnamitas. A riqueza de folclores e de paisagens, incluindo a tão falada experiência culinária, se harmonizam e tornam a viagem inesquecível!

 

Programe-se | Muito diverso no clima pela extensão, o Vietnã tem pontos que varia entre o temperado e o tropical. Nas regiões localizadas ao norte e ao centro, as temperaturas mais amenas acontecem de maio a julho e os dias mais frios, de novembro a janeiro com poucas chuvas. Já ao sul, de maio a julho o calor é muito forte. Se optar por viajar em fevereiro, a chance é muito grande que acabe participando do Tet Nguyen dan, maior festival do país em que comemoram o Ano-Novo! 

 

Experimente | A cultura da comida de rua vietnamita é mundialmente famosa, então não precisa ficar preocupado(a) com locais para ter uma boa refeição. Faz parte da experiência comer numa boa barraca! Além disso, aproveite para experimentar o café, de referência mundial para os apaixonados.

 

Achados | Não precisa ser vegano para gostar do Tao Pho, um delicioso pudim de tofu. Vale a pena provar!

 

Coloque na rota | Lago Hoan Kiem (Hanoi), tradicional cartão postal onde acontece o encantador Teatro de Marionetes na Água há mais de 10 séculos.

Roteiros Sugeridos